Resumo da Segunda Guerra Mundial

A humanidade sempre conviveu com as guerras, os motivos são os mais diversos: luta por território, movimentos separatistas, religião, intolerância étnica, riquezas naturais, divergências políticas, entre outros. Em razão dos conflitos mundiais, o mapa-múndi não permanece com uma configuração fixa. Essa dinâmica cartográfica torna o trabalho dos cartógrafos difícil, pois periodicamente precisam reformular as fronteiras dos países.

No século passado, o lugar do mundo que mais sofreu alterações quanto à configuração das fronteiras foi o continente europeu. Em razão da luta por territórios, teve início um dos maiores conflitos da humanidade, a Segunda Guerra Mundial.

Tal acontecimento proporcionou drásticas transformações no espaço geográfico mundial, especialmente na Europa. A Segunda Guerra Mundial ocorreu entre 1939 e 1945. Esse conflito envolveu um grande número de países que travaram uma guerra, em grande parte, em território europeu.

Entre os principais motivos que levaram a esse acontecimento estavam as intenções de aplicação de projetos de caráter expansionista de países como Alemanha, Itália e Japão. Tais nações desejavam alcançar a condição de potências hegemônicas e acreditavam que a forma para se conseguir tal feito era através da conquista de novos territórios.

A partir dessa ideologia, os países citados promoveram invasões a outros territórios com a intenção de anexá-los aos seus respectivos domínios. A Alemanha se apoderou de países próximos, como a Áustria e a Tchecoslováquia, em 1938. Em 1939, foi a vez da Itália, que conquistou a Albânia. O Japão invadiu diversos territórios na região do Pacífico.

A consolidação da guerra aconteceu somente em 1939, quando a Alemanha invadiu a Polônia. Com esse ato, imediatamente, Inglaterra e França saíram em defesa do país invadido, declarando guerra à Alemanha. Mais tarde, em 1941, a então União Soviética ingressou também no conflito pelo fato de ter sido invadida pelo exército alemão. Ainda no mesmo ano, os Estados Unidos entraram no conflito após receber um ataque aéreo japonês em sua base naval de Pearl Harbor.

O conflito ocorreu envolvendo dois grupos de países, denominados: Eixo e Aliados. O primeiro grupo era composto por Alemanha, Itália e Japão. Já o segundo, tinha como integrantes: França, Inglaterra, União Soviética, Estados Unidos, Brasil, entre outros.

Após muitos confrontos envolvendo os países do Eixo e Aliados, que teve a duração de anos, a guerra deu sinais de que iria terminar, pelo fato da rendição da Itália no ano de 1943. Dois anos mais tarde, Alemanha e Japão não suportaram e se rederam também, consolidando a derrota do grupo do Eixo. O Japão se rendeu após ter sido atingido por duas bombas atômicas, uma na cidade Hiroshima e outra em Nagasaki.

Por Eduardo de Freitas
Graduado em Geografia
Equipe Brasil Escola

http://www.brasilescola.com/geografia/resumo-segunda-guerra-mundial.htm

“No Restaurante ‘Ao Relâmpago’”,

 “No Restaurante ‘Ao Relâmpago’”,

Aqui, Belmonte faz referência ao caráter belicoso de Hitler, numa charge que podemos considerar uma pioneira entre muitas outras que fariam críticas diretas e agudas em relação ao líder alemão e sua ideologia. Neste desenho, datado de 09 de agosto de 1940 e publicado na Folha da Noite, o Führer é retratado como maior fomentador do conflito, acusado de alimentar a morte através de uma grande carnificina, mantida através dos vários bombardeios aéreos que atingiram o território britânico. O título do desenho, “No Restaurante ‘Ao Relâmpago’”, é uma referência direta à Blitzkrieg promovida pelos alemães principalmente no início do conflito mundial. Hitler como chef do restaurante, atende aos pedidos da Morte, que exige que seu pedido seja atendido rapidamente: “Então, como é? Essa comida vem ou não vem?!”. No menu do dia, escrito no quadro abaixo da janela da cozinha, encontramos pratos não usuais, como “consome de Bombas, Filet de Granadas, Salada de dinamite à Krupp Stukas e Paraquédas, RAF em churrasco, Gazes e micróbios, Whisky fervendo, Guarda-chuva torrado, etc, etc etc, surprezas.”
Os pratos servidos no restaurante “Ao Relâmpago” trazem nomes de armamentos utilizados durante a guerra, como bombas e granadas, e de divisões das forças armadas alemãs, como os pára-quedistas e os Krupp Stukas. Há ainda a referência ao guarda-chuva de Chamberlain, que no restaurante é servido torrado. Desta forma, Belmonte coloca a impossibilidade de paz naquele momento e a guerra como o fracasso definitivo das negociações diplomáticas que visavam o fim das agressões, promovidas pelo ex-primeiro-ministro inglês

O Mapa da Segunda Guerra Mundial

O Mapa da Segunda Guerra Mundial

No decorrer dos 6 anos de batalhas na Segunda Guerra Mundial, os países foram entrando na guerra e o mapa mundial foi se modificando. Países que no início dos conflitos na Europa eram neutros, com o passar do tempo foram aderindo ao bloco dos Países Aliados, outros integrando as forças do Eixo.

No mapa abaixo vemos as mudanças no quadro de combate mundial no decorrer dos anos.

Os Países Aliados Ocidentais são representadas em Azul
Os Soviéticos em Vermelho
Os Países neutros em Cinza
Os Países do Eixo em Preto

Sugestão de Filme – A Onda

Rainer Wegner, professor de ensino médio, deve ensinar seus alunos sobre autocracia. Devido ao desinteresse deles, propõe um experimento que explique na prática os mecanismos do fascismo e do poder. Wegner se denomina o líder daquele grupo, escolhe o lema “força pela disciplina” e dá ao movimento o nome de A Onda. Em pouco tempo, os alunos começam a propagar o poder da unidade e ameaçar os outros. Quando o jogo fica sério, Wegner decide interrompê-lo. Mas é tarde demais, e A Onda já saiu de seu controle. Baseado em uma história real ocorrida na Califórnia em 1967.

Arno Breker

“O escultor Arno Breker é o melhor exemplo de artista cooptado pelo regime nazista. A estética da supremacia ariana reflete-se nos corpos atléticos e monumentais das criações de Breker. Algumas dessas esculturas podem ser vistas no estádio olímpico de Berlim, mas estima-se que 90% de seus trabalhos tenham sido destruídos pelos aliados e pelos próprios alemães. “

Finalmente desgastado

Essa foto de Hitler foi tirada por Heinrich Hoffmann em 1945, durante os últimos momentos da Alemanha Nazista e da Segunda Guerra Mundial. Percebe-se o cansaço e a tensão do Führer praticamente derrotado, no rosto e em suas mãos.

Além disso ele está com as roupas amarrotadas, coisa que nunca se via, pois era vaidoso e se vestia bem.

1013109_543362035726024_1434969922_n